Skip Global Navigation to Main Content
Skip Breadcrumb Navigation
Tipos de visto e taxas de vistos temporários (não-imigrantes)

Pastores e Trabalhadores Religiosos: Visto R

Pastores ou trabalhadores religiosos podem qualificar-se para um visto de trabalhador religioso R se, nos últimos dois anos anteriores à data da solicitação do visto, foram membros de uma denominação religiosa que tem uma organização legítima sem fins lucrativos nos Estados Unidos. As organizações religiosas legítimas nos Estados Unidos precisam ser isentas de tributação conforme prevê a seção 501(c)(3) do Código de Imposto de Renda de 1986.

Pessoas à procura do status R devem planejar entrar nos Estados Unidos somente para:

  • Exercer a vocação de pastor ou ministro religioso ou
  • Exercer a função profissional religiosa ou trabalhar em uma organização dentro de uma denominação; ou
  • Trabalhar em função religiosa em uma organização dentro de uma denominação reconhecida ou para uma organização legítima afiliada a uma denominação religiosa. Organizações religiosa nos EUA sem fins lucrativos precisam ser isentas de tributação conforme prevê a seção 501(c)(3) do Código de Imposto de Renda de 1986.

O prazo inicial para a admissão dos trabalhadores religiosos e pastores que entram nos Estados Unidos é limitada à 30 meses. Extensões podem ser concedidas para uma estadia total que não exceda cinco anos.

Desde 1º de dezembro de 2008, o trabalho deve ser previamente aprovado pelo Serviço de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos (USCIS) com base em uma petição, o formulário I-129R, submetida pelo empregador nos Estados Unidos, antes que o trabalhador religioso ou pastor solicite o visto na Embaixada ou Consulado.

O que acontece após a aprovação da petição pelo USCIS?

Se uma petição R foi aprovada em seu nome, você deverá solicitar um visto antes de viajar para os Estados Unidos. A Notificação de Ação (Notice of Action), o formulário I-797A ou B, não é válida para a entrada nos Estados Unidos a menos que acompanhada do visto apropriado.

Cônjuges, filhos e parceiros

Cônjuges, parceiros e/ou crianças com menos de 21 anos que pretendem acompanhar o portador do Visto R durante sua permanência nos Estados Unidos deverão requerer o visto derivado R-2. Os dependentes que não quiserem residir nos Estados Unidos com o titular do visto R-1 mas tenham a intenção de viajar de passar as férias nos EUA, deverão solicitar o visto de turismo B-2, ou  checar se qualificam-se para o Visa Waiver Program (Programa de Isenção de Visto).

Maiores informações sobre parceiros ou cônjuges de união estável.

R-2 versos F-1

Não há exigência de que o cônjuge ou filhos de um portador do visto R solicite um visto de estudante (F-1) caso queiram estudar nos Estados Unidos; eles poderão estudar utilizando o R-2. No entanto, se estiverem qualificados, poderão solicitar o visto F-1. Se você tem filhos em idade escolar, você deve consultar os regulamentos que regem a emissão de vistos F-1

Trabalho com o visto R-2

O portador de um visto R-4 não pode trabalhar com um visto de dependente.  Se ele(a) estiver procurando emprego, deverá solicitar o visto de trabalho apropriado.

Nota: Não há garantias quanto à emissão de vistos antecipadamente. Portanto, planos de viagem ou compra de passagens aéreas não reembolsáveis devem ser realizadas após a emissão do visto.

Importante (PDF 253 KB)

  • Direitos Trabalhistas para Trabalhadores Temporários (PDF 253KB)